Logotipo Fundação Itaúsa

Desempenho em Setembro/2019


 

Cenário Econômico:

Em setembro, observamos uma melhora na percepção do cenário externo que presenciamos em agosto, com a recuperação dos índicesda bolsa de valores e o fechamento das curvas de juros locais.

Os dados de atividade global seguem fracos, e os principais bancos centrais continuam afrouxando as políticas monetárias. Apesar da redução das tensões comerciais entre China e EUA, o ruído geopolítico permanece elevado em função dos recentes ataques às refinarias sauditas e o início de um processo de impeachment do presidente dos EUA (Donald Trump) na câmara dos deputados.

Nos EUA, os indicadores de confiança da indústria permaneceram baixos. No entanto, os dados de consumo e emprego continuam crescendo e refletem uma desaceleração moderada da economia. Na reunião do FOMC - Federal Open Market Committee (Comitê Federal de Mercado Aberto), Jerome Powell (Presidente do Federal Reserve) sinalizou queo FED continuará monitorando os dados para determinar os próximos passos do comitê, mas enfatizou que os riscos externos aumentaram.

Na Europa, os dados de atividade e inflação continuaram abaixo das expectativas. O ECB (Banco Central Europeu) anunciou um pacote de estímulos amplo, com redução da taxa básica, reforço no comprometimento das taxas baixas por mais tempo, além de uma nova rodada de compra de ativos por tempo indeterminado e condicionada à evolução dainflação para níveis consistentes com seu mandato.

Na China, o cenário também segue, de modo geral, sem grandes alterações e com os dados de atividade fracos. Tivemos alguns sinais construtivos em relação às negociações comerciais com os Estados Unidos, como a compra de soja e carne por parte da China e algumas isenções de tarifas de ambas as partes. Além disso, conversas formais foram agendadas para o mês de outubro.

Os dados de atividade vieram um pouco melhores do que o esperado no Brasil. Mas o impacto da desaceleração do comércio mundial tem impedido uma maior recuperação. Somando isso às expectativas de inflação em queda, vemos espaço para a taxa Selic cair ainda mais. A Emenda Constitucional da Previdência (PEC 6/2019) foi aprovada emprimeiro turno no Senado. Houve também avanço do processo da cessão onerosa.

Em setembro, o IPCA desacelerou em -0,04%, menor taxa para o mês desde 1998. No ano, o índice acumula alta de 2,49% e, em 12 meses, 2,89%. Dessa forma, a variação em 12 meses afasta-se do centro da meta, de 4,25%, e fica mais perto do piso estabelecido, de 2,75%. O grupo de alimentos foi o maior responsável pela deflação no mês, com impacto de -0,11% no índice.


Plano de Benefícios de Contribuição Definida – PAI-CD


Performance nov/2018 a out/2019

Indicador nov/18 dez/18 jan/19 fev/19 mar/19 abr/19 mai/19 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 Acumulado
12 meses
Acumulado
desde início*
Perfil Conservador 0,57 0,64 0,70 0,48 0,47 0,56 0,63 0,96 0,82 0,34 0,67 0,78 7,89 70,15
Perfil Moderado 0,86 0,42 2,35 0,26 0,53 0,70 0,62 1,97 0,92 0,54 1,21 1,33 12,33 87,14
Perfil Agressivo 1,08 0,05 2,80 0,20 0,43 0,86 0,16 2,58 0,95 0,80 1,36 1,44 13,43 93,14
CDI 0,49 0,49 0,54 0,49 0,47 0,52 0,54 0,47 0,57 0,50 0,46 0,48 6,19 64,67
Ibovespa 2,38 -1,81 10,82 -1,86 -0,18 0,98 0,70 4,06 0,84 -0,67 3,57 2,36 22,63 74,93
IMA-B 0,90 1,65 4,37 0,55 0,58 1,51 3,66 3,73 1,29 -0,40 2,86 3,36 26,74 111,61
Poupança 0,50 0,50 0,50 0,50 0,50 0,50 0,50 0,50 0,50 0,37 0,34 0,34 5,69 40,61

* A data de início considerada é 01/09/2014, quando o Plano PAI foi dividido em 3 perfis.



Perfil:
Índices:
Período:
a

Performance nov/2018 a out/2019


Performance Comparativa *

Perfil:
Índices:
Período:
a

* A rentabilidade aqui divulgada representa o retorno dos investimentos, sendo que a taxa que incide sobre o saldo de participante ainda sofre ajuste contábil como a incidência das despesas administrativas.


Alocação dos Perfis (%)



Plano de Benefício Definido – BD


Performance nov/2018 a out/2019

Indicador nov/18 dez/18 jan/19 fev/19 mar/19 abr/19 mai/19 jun/19 jul/19 ago/19 set/19 out/19 Acumulado
12 meses
Acumulado
desde início*
Consolidado Plano BD 0,52 0,45 0,00 0,73 0,76 1,19 0,87 0,59 0,73 0,52 0,66 0,57 7,86 250,94
Meta Atuarial 0,09 0,48 0,00 0,88 1,10 0,96 0,53 0,33 0,49 0,50 0,31 0,43 6,27 78,14

* Data de início 01/02/2008.